Ads Top

Das ruas para as galerias, ou seria o contrário?


São muitas as referências de arte no mundo nos tempos atuais, tanto da arte de rua quanto das artes que moram dentro de suas galerias. Pez, artista de Nantes, na França consegue misturar os dois e ainda assim inserir pixels coloridos em alguns de seus grandes trabalhos.

Todos com um quê de graffiti e um pé em cultura pop, a agressão pacífica dos traços em suas criações fazem com que a história de cada ilustração remeta às críticas sociais e filosóficas das artes de rua.

Mas não é por mal que seus trabalhos pareçam tão agressivos, Pez diz que ao criar um personagem em cima de algo que já existe ele busca transparecer algo que vive dentro do personagem, como uma espécie de ''alma'', para ele a destruição e precisão dos desenhos deve ser algo inevitável. Por fim, todos os seus trabalhos vivem em um universo estranho e surreal onde a cultura pop se torna admiravelmente urbana.












Taia Daujotas

Aconteço, não sei caber nas palavras, mania de poexistir.

|@serendipidadeee

Tecnologia do Blogger.