Ads Top

O Blues segundo Robert Crumb


O Blues é um ritmo musical que evoca um tipo especial de melancolia, como um abraço agridoce na dor que aperta o coração. Nascida no peito dos negros americanos, descendentes de escravos no século XIX, o estilo permanece até os dias atuais seduzindo gerações e fazendo escola. Ao longo dos anos, grandes intérpretes fizeram história, imortalizando canções.

O quadrinista Robert Crumb é um grande admirador do gênero em questão e  chegou inclusive a montar uma banda: Robert Crumb and his Cheap Suit Serenaders. Passou duas décadas investigando suas origens e o perfil dos seus músicos mais destacados. O resultado é uma coletânea de quadrinhos e ilustrações de capas de vinil que ele desenhou , entre os anos 60 e 80, intitulada Blues.

O traço bastante característico do autor se adequa com perfeição à essência das histórias narradas, que envolvem tristeza, violência e muita bebedeira. Contando as trajetórias de grandes lendas como Jelly Roll Morton, Charley Patton, Robert Johnson e vários outros, ele homenageia esses anjos tortos que perambulavam espalhando sua poesia e indo de encontro às convenções sociais da época.



O autor faz ainda alusão ao misticismo envolvendo alguns de seus artistas, que teriam feito um pacto com o demônio para obterem sucesso em suas carreiras, enquanto outros teriam supostamente sido vítimas de magia vodu.

Uma merecida homenagem a um riquíssimo estilo musical enquanto critica a música pop moderna, apontada pelo autor como vazia, comercial e completamente submissa às gravadoras que fazem tudo em função do lucro. A nostalgia de uma era que conseguia transformar suas piores provações nas mais belas melodias, realçando a sublimação do espírito humano apesar dos desalentos.

Gilson Pessoa

Escritor e poeta formado em jornalismo pela UFJF. Mineiro nerd, nostálgico e sonhador, apaixonado por literatura e cinema.

|@Gilson106

Tecnologia do Blogger.