Ads Top

Fomos visitar a exposição "Anri Sala: o momento presente"

Ao entrar no Instituto Moreira Salles (IMS), as primeiras impressões são sonoras: um emaranhado de sons envolve o visitante. Esse primeiro impacto aguça a imaginação e convida o espectador a pensar nas possibilidades de experimentação do som, tônica central da exposição Anri Sala: o momentopresente, em cartaz no IMS, no Rio de Janeiro, até 20 de novembro.


A questão sonora acompanha a produção do artista albanês Anri Sala e o espectador ao longo da exposição. Em Answer me, são exploradas as possibilidades de ruído por meio de uma tentativa de diálogo em que não há troca entre os interlocutores. A cena se passa numa cúpula: uma mulher fala, mas sua voz não tem som. Um homem toca bateria, que ressoa dentro e fora do ambiente. O vídeo capta a intensidade visual do som, movimentando palhetas sobrepostas a uma bateria, intercalando-a com momentos de silêncio, sendo a imagem da mulher por vezes desfocada. Ambos dividem o lugar, mas não compartilham o espaço – o excesso de ruído impede que se ouçam.


Já a instalação Làk-kat 3.0 explora as possibilidades criativas contidas no processo de tradução. Gravado no Senegal, o vídeo retrata crianças repetindo palavras em uólofe, e cada uma das três telas apresenta vocábulos com sentidos aproximados em português. Os meninos mencionam nomes de cores, cujas traduções abrangem ainda tons de pele e formas de se referir aos estrangeiros. A pluralidade de termos abre a sensibilidade do visitante para o entendimento da tradução como uma atividade de mediação, negociação entre duas culturas, extrapolando o contexto literal.


Anri Sala: o momento presente é um espaço de experimentação que cultiva a questão sonora, mas não se esgota nela. Não há narrativa pronta ou significado preestabelecido, o contato com cada uma das obras incita uma constelação de possibilidades sensoriais e reflexivas nos visitantes. 

Julia Messina

Escritora, estudante de Artes Visuais, mestre em Ciências Sociais. Carioca se aventurando em escaladas e ateliês de arte.

|@messina.ju

Tecnologia do Blogger.