Ads Top

Halloween ou Dia do Saci ? Conheça mais lendas urbanas do nosso país



Essa é aquela época do ano que todos os canais, sites, youtubers começam com a temática do Halloween e aqui não seria diferente!

Porém, o curioso é saber que no mesmo dia que os americanos comemoram essa festa um pouco bizarra, no Brasil é (ou era antigamente) comemorado o dia do Saci, personagem um tanto caricato de nosso folclore nacional. Lembrando que também acredita-se que o Saci é produto do sincretismo entre cultura indígena e africana, pois o mesmo tem traços bastantes parecidos nos contos dos dois povos. Mas hoje não estamos aqui pra levantar nenhum tipo de debate relacionado a cultura estrangeira, nacional ou apropriação de festas e todo esse blá blá blá.

Hoje estamos aqui pra te arrepiar mostrando que não é só os States que tem várias lendas urbanas. Isso mesmo! Nós aqui também entendemos de horrores urbanos e contos macabros que podem ser superstições ou até casos televisionados que marcaram gerações e são falados até hoje.

Então se segure na cadeira, ascenda a luz e veja algumas lendas e fatos que rodam e rondaram esse nosso Brasil !

 Lenda do Opala Preto



A lenda do Opala preto é uma das mais conhecidas da década de 70 e 80, tendo até duas versões muito difundidas.

A primeira se passa ainda na década de 70 e está ligada a um bandido famoso do Rio de Janeiro chamado Ubiratã Carlos de Jesus Chavez, que usava em todas as suas fugas um Opala Preto, até que em uma delas ao entrar em um túnel ele bateu e não sobreviveu. Diz a lenda que na madrugada ao passar nesse túnel os carros são perseguidos por esse Opala Preto a toda velocidade.

A segunda versão dessa lenda já foi mais difundida e conhecida nos anos 80 na qual o Opala sequestrava crianças em bairro da parte nobre da cidade do Rio de Janeiro e depois elas eram encontradas sem seus órgão internos. O motorista desse Opala Preto atraia as crianças com pirulitos e doces e os corpos eram deixados com bilhetes. Infelizmente para a época essa lenda era a que estava mais próxima da realidade.


Lenda da Viúva Machado



Aqui está uma lenda que eu acho bem possível e bem tenebrosa! Trata-se de uma lenda sobre Amélia Machado, viúva do empresário português Manoel Machado, após a morte de seu marido e entrar em extrema clausura e amargura Amélia ficou conhecida como a Viúva Machado.

Até então seria uma condição "aceitável" para uma senhora que perdeu seu grande companheiro, porém Amélia teve um surto de loucura e tendo o seu quintal invadido por uma criança ela matou e cozinhou e devorou o seu fígado. Após esse fato ela começou a procurar crianças que andavam nas redondezas a noite para sustentar seu novo vício.

O casarão onde supostamente toda essa história ocorreu e viveu a família Machado é alvo até hoje de medo e crendices da população local e faz parte das lendas urbanas da localidade.


A Boneca da Xuxa



Quem nasceu nas décadas de 80 e 90 com toda certeza já ouviu falar em uma das mais aterradoras lendas que geraram confusão no país. A boneca Satânica da Xuxa causou muito medo nas crianças da época. Dentro desse recorte temporal a boneca da apresentadora Xuxa virou febre entre as meninas (eu também tive ela <3) principalmente pelo fato dela ter quase 1 metro de altura e ter as roupas da apresentadora. Entretanto começou a circular uma história de uma mãe que havia adquirido a boneca para a filha de aniversário e algo horrível aconteceu depois.

Diz a história que a menina se apaixonou pela boneca, mas todo dia dormia com um brinquedo diferente na sua cama. Porém alguns dias a mãe começou a notar que sua pequena estava aparecendo com alguns arranhões pelas manhãs e em outras vezes com grandes hematomas. E o que mais assustava essa mãe era que sua filha nunca sabia aonde tinha se arranhado ou batido.

Foi aí que a coisa piorou, depois de vários dias com esses acontecimentos terríveis sem explicação, em uma tarde ao entrar no quarto de sua filha para chamá-la para lanchar ela encontrou sua filha degolada  com a boneca em cima dela e a faca ao lado de seu corpo. O pânico foi geral na época, inúmeras bonecas foram queimadas e as lojas deixaram de vender. Pra termos uma noção, a coisa foi tão séria que as bonecas da Xuxa foram recolhidas de várias lojas do país inteiro por um tempo.

Se você está se perguntando sobre a tragédia, até hoje ninguém sabe realmente o que aconteceu com a menina degolada ou se a história realmente é real.

E se você acha que eu joguei minha boneca fora, CLARO QUE NÃO! FOI MEU PRESENTE DE NATAL GENTE !!

 

Lenda da Noiva da Estrada



Como sempre temos lendas que são regidas por tragédias tristes e terríveis e essa não seria diferente. A nossa Noiva é um espírito vagante que é inconformado com a sua morte antes de seu casamento, ela aparece para os viajantes na estrada em que morreu fazendo com que desviem bruscamente e acabem sofrendo acidentes.

A história conta que ela estava prestes a fazer o casamento dos seus sonhos e em seu carro estava indo buscar o seu vestido de noiva em outra cidade. Entretanto na mesma rodovia vinha um caminhoneiro bêbado que bateu de frente com o carro da noiva matando ela na hora.

O espírito inconformado e amargurado da noiva vaga durante as noites sem conseguir partir do plano terreno. Ela já foi vista a beira da mesma estrada pedindo carona com seus olhos negros fundos e pele pálida, esperando que alguém a leve para o encontro com seu tão amado vestido.


A Gangue do Palhaço



Se você tem um certo medinho de palhaços, essa lenda não é muito recomendada pra você! Dizem que, na década de 60, um homem fantasiado de palhaço aterrorizou os Estados Unidos, saindo às ruas para matar crianças. Não se sabe porque, mas só em 1990 um famoso jornal de São Paulo resolveu escrever sobre o caso. A consequência disso foi uma espécie de histeria coletiva em Osasco, onde as pessoas não paravam de comentar o boatos de que um palhaço assassino estava solto por lá.

A lenda acabou se espalhando por todo o estado, embora não houvessem provas de que o caso fosse real. No final das contas, as pessoas já não contavam mais sobre um só matador, mas sobre uma gangue inteira de assassino de criancinhas vestidos como os famosos personagens dos circos, que andava por aí em um Kombi azul, prontos para arrancar os órgãos dos pequenos.


Lenda da Loira do Banheiro



Essa é uma das lendas mais glamourosas e que todo o mundo sabe, ou não, que é um conjunto de histórias que forma a lenda, contada de diversas formas, dependendo da região do país. Dizem que os boatos sobre a tal mulher tiveram início nos Estados Unidos, onde ela recebe o nome da "Bloody Mary" (Maria Sangrenta na tradução).

Segunda conta a lenda a loira era uma aluna que vivia matando aula na sua escola indo para o banheiro e que um dia, como castigo teria ficado presa e acabou morrendo. Acreditavam ainda que para que se pudesse vê-la, era necessário dar três vezes a descarga da privada, bater a porta três vezes e então chamá-la. Em outras regiões ela é chamada de Maria Algodão, era uma grande sacada para amedrontar os matadores de aulas.


Chupa-Cabra



Quem nunca se perguntou se ele realmente existiu ou não e se arrepiou todas as vezes que novos ataques dessa lenda eram televisionados como manchetes principais?! 

Pois bem, essa lenda teve início em Porto Rico em meados dos anos 90 e se espalhou pelo Brasil, onde muitas pessoas juravam de pés juntos que viram a criatura matar cerca de 8 cabras com marcas profundas de mordidas em seus pescoços e sem nenhum sangue. Porém até hoje nada disse foi provado.

O mais sinistro nesta lenda é a falta de explicação para os animais encontrados completamente sem sangue em seus corpos e como seria realmente o formato e tamanho dessa fera. Desde então surgiram e ainda surgem fotos de criaturas como vistas acima em que pessoas garantem ter capturado o suporto Chupa-Cabra.


Lenda do Menino Chorão



Essa lenda  está entre as mais populares, ao qual o artista deste quadro teria feito um pacto com o diabo para se aprimorar em seu talento na pintura. A criança que teria posado para o retrato do quadro, teria sido assassinado em um ritual satânico. Assim após esse quadro foram feitas várias pinturas e quem comprasse um dos quadros, supostamente seriam mortos queimados em misteriosos incêndios nas casas onde estivesse. 

O que fez esse boato ficar mais forte foi quando viraram o quadro do menino de lado,  é possível ver o diabo em uma forma estranha engolindo o menino chorão.


Lenda da Seringa com AIDS no Cinema 



Essa foi uma das lendas que mais ouvi na minha pré-adolescência ! Causo um enorme reboliço na época e muitos relatos de pessoas desesperadas que acharam ter sido infectadas.

De acordo com o que era dito, logo após os primeiros surtos de AIDS,  a lenda diz que seringas com sangue infectados eram colocadas em poltronas nos cinemas, fazendo com que, quem sentasse acabasse por contrair a doença.


O Homem do Saco



Essa todo mundo ouviu quando era pequeno e já fez muita criança chorar!!

Como reza a lenda, um velho com um saco vive capturando crianças que andam sem a companhia de um adulto. Há ainda quem complete a história, dizendo que os que são pegos pelo velho acabam virando sabão e botões!. E não podemos nos esquecer que quem também não obedecesse os pais eram pegos pelo velho no portão de casa.


A Rainha dos Baixinhos



Gente, quem nunca ouviu que a Xuxa tinha pacto com o Demo nos anos 90 ?!?

Pois bem, essa é a lenda mais conhecida de todas, essa lenda sugere que a Rainha dos baixinhos, ao qual sempre foi dito que ela teria pacto com o diabo e ainda de acordo com algumas pessoas, ao colocar o Lado B da canção Doce Mel, onde dizia "Doce, doce, doce, a vida é um doce, vida é mel", conseguia-se ouvir claramente "sangue, sangue, sangue". E eu tenho certeza que todo mundo que tinha um LP dela colocava as principais músicas pra ouvir esse pacto com o DEMO!

Essa lenda afirma que todas as músicas dela teriam de alguma forma mensagens subliminares de comando demoníacos.


A Lenda dos Bonecos do Fofão



Essa lenda teve uma repercussão tão grande que poderia ter causado um grande problema na confecção de alguns bonecos com o corpo de pano, principalmente as fábricas que envolviam a fabricação dos bonecos do Fofão, que diziam possuir facas presas em sua cabeça.

O ano era 1986, e a história do Fofão chegou a ser comparada com a do Famoso boneco Chucky, o boneco assassino. Segundo o que era dito, as pessoas que possuíam os bonecos chegaram a abrir para verificar se a história contada eram realmente verídicas, tendo pessoas que alegavam que encontraram facas de pontas negras e até velas de feitiçaria dentro dos bonecos.


Lenda da Fantasma Caroneira



Essa lenda também é muito conhecida fora do nosso país, tendo uma versão diferente da nossa. Aqui no Brasil a lenda gira em torno de uma garota que sempre para um táxi próximos de um cemitério solicitando uma corrida pela cidade, mas sempre acaba voltando pro mesmo lugar. Assim que é solicitado o pagamento a menina pede para que a cobrança seja feita na casa dos pais e dá o endereço. 

O taxista  faz o caminho indicado e ao chegar na casa indicada descobre que a tal garota que está em seu carro já não está entre os vivos a tempos.


O Arranca-Línguas


  
Essa é uma lenda urbana/rural que até hoje perdura em sua região.

Muito contada na região do Rio Araguaia em Goiás, essa lenda conta sobre um ser enigmático, maior que um Gorila que se alimentava de linguás, não importando de que espécie: bois, cavalos, cabras e de seres humanos. A lenda diz que o Arranca-Linguás sai a caça de suas vítimas sempre durante a noite para se manter fora das vistas. 


Brincadeira do Copo

 

Essa aqui todo mundo que foi pré-adolescente ou adolescente nos anos 90/2000 com toda certeza já fez ou conhece alguém que já brincou. Existem variações dessa brincadeira como com um lápis ou um compasso (já lembrou, né?!)

A famosa brincadeira do copo, de acordo com o que era dito, tem o poder de dentro de um tabuleiro, ser possível invocar espíritos que se comunicam através do arrastar dele. Existiam grupos que fabricavam tabuleiros de madeira com SIM, NÃO e letras do alfabeto. E milhares de relatos de pessoas que se feriram ou tiveram finais tenebrosos. Essa lenda é uma das mais famosas e curiosamente mais praticadas em seu auge.


Bebê-Diabo



Essa lenda mostra mais uma vez o poder que os jornais e os noticiários tem! Era uma manhã do dia 11 de maio de 1975 quando saiu em um dos maiores jornais de São Paulo na manchete principal "Nasce o bebê diabo". Imaginem o alvoroço que essa manchete causou na época !? Pois é, a lenda foi um produto do próprio jornalismo, especificamente do jornalista Marco Antônio Montado escreveu essa crônica de horror inspirada no nascimento de uma criança, nada sobrenatural diga-se de passagem, com prolongamento no cóccix e de duas saliências na testa em um hospital do ABC paulista.

De tanto sucesso que causou a história virou uma série - ao longo de mais de um mês os passos (verídicos ou não) do monstrinho que apareceram no jornal.

Sendo produtos da imaginação popular, de jornais ou puro folclore, temos que admitir que todo mundo já conheceu alguém que jurou de pé junto conhecer um cara que conhecia alguém que viu alguma dessas lendas acontecer!

Ficamos por aqui deixando vocês com um clipe musical de uma banda formada por seus piores medos: TODOS SÃO MONSTROS
 



Fontes:
Fatos Desconhecidos
Super Interessante
Top 10+

Priscila Carneiro

Formada em Produção Cultural, carioca que prefere Serra ao Mar. Ama arte, fotografia e literatura, compra mais livros do que consegue ler. Gosta de gente que consegue enxergar com os olhos da alma e leva a vida tentando enxergar mais do que podemos ver.

|@prismcarneiro

Tecnologia do Blogger.