Ads Top

12 livros onde o poder feminino é o protagonista



Desde pequena sempre fui apaixonada por livros  de aventura e ação, além de HQs, Mangás e todos os outros seguimentos que a literatura infanto-juvenil pode trazer pra mais perto de mim. Mas sempre senti falta de um detalhe muito importante: a força e o poder feminino!

Na maioria dos livros que passaram em minhas mãos na época as mulheres eram retratadas como "os personagens a serem protegidos e salvos", mas graças as grandes (e necessárias, diga-se de passagem) revoluções na literatura mundial e pelo advento da internet (qual foi?! Nasci no final dos anos 80 oras!) tivemos mais acesso a literatura mundial e a espetaculares autoras.
Sendo assim, depois de muito refletir, ler e pesquisar, hoje apresento a vocês um seguimento de livros que seus personagens principais são jovens, maduras, fortes e determinadas mulheres, que além de personalidades fortes, mostram o quão grande e poderoso é o poder feminino em todas as suas definições.

Mesmo com todas as adversidades, as nossas protagonistas conseguem enxergar além da neblina e seguir em frente sempre!

Confira e não resista a vontade de ler todos:

GRL
PWR

Trilogia Mago Negro
De Trudi Canavan, escritora australiana


Vamos começar a nossa lista de referencia com o thriller de fantasia que questiona muito as divisões de classe e como uma sociedade cheia de desigualdades se comporta quando pode-se ter um elemento de revolução. Principalmente quando esse elemento vem de um personagem feminino.
Sonea é uma garota que passou a vida desejando sair das favelas de Imardim para migrar para a capital, Kyralia. Porém todos os anos os Magos de Imardin reúnem-se para o que chamam de "purificação", onde expulsam pedintes, favelados, criminosos e vagabundos da capital de volta para as favelas. Um evento um tanto perigoso e impiedoso, visto que pessoas podem morrer pisoteadas. Dentro desse evento conhecemos a nossa heroína que está em desespero por ter que voltar com sua família para as favelas, lugar que batalhou muito para sair.
Enquanto a multidão é expurgada da cidade, a nossa jovem Sonea, furiosa com o tratamento dispensado pelas autoridades a sua família e amigos, atira uma pedra ao escudo protetor, colocando nisso toda a raiva que sente. Para o espanto de todos que testemunham a ação, a pedra atravessa sem dificuldades a barreira e deixa um dos magos inconsciente. Trata-se de um ato inconcebível, e o maior medo da Clã de repente se concretiza: uma maga não treinada está à solta pelas ruas. Ela deve ser encontrada, e rápido, antes que seus poderes fiquem fora de controle e destruam a todos.

Trilogia Millennium
De Stieg Larsson, escritor sueco. 


Essa trilogia faz você querer devorar os capítulos o mais rápido o possível só para saber o que pode acontecer no próximo livro ! Esse livro trata de um tema que infelizmente toca muitas mulheres por todo o mundo e acontece com mais freqyuencia do que imaginamos: violência física e sexual contra as mulheres. Isso curiosamente deve-se ao fato de que o autor ter testemunhado um estrupo coletivo quando tinha apenas 15 anos. Larsson sempre disse que nunca se perdoo por não ter ajudado a garota, cujo nome era Lisbeth. A nossa personagem central, Lisbeth Salander começa no primeiro livro como coadjuvante, utilizando seus contatos e conhecimento como hacker para ajudar o renomado jornalista Mikael Blomkvista a investigar a ligação de um crime misterioso com uma matéria bombástica que quer publicar. Assim ao longo da história começamos a saber mais sobre Salander que começa a surgir como protagonista e acaba se envolvendo em uma trama mais complexa. A trilogia de livros foi adaptada em três filmes suecos. Despertou a atenção de Hollywood que realizou um filme do primeiro livro.

Eu, Christiane F – 13 Anos, Drogada, Prostituída
De Christiane Vera Felscherinow, escritora alemã. 


Li esse livro durante a pré-adolescência e me fez refletir muito sobre a importância da comunicação e da família estruturada para a formação de uma vida melhor, principalmente quando se é uma garota !
Esse é um livro autobiográfico que retrata a vida de Christiane Vera Felscherinow durante a sua mudança junto com a família para a cidade de Berlim. Com o agravamento de problemas financeiros, os abusos sofridos pelo pai alcoólatra e a negligência da mãe que está mais preocupada com sua beleza e contato com o suposto amante, ela vivencia a crescente violência domestica até que sua mãe decide se divorciar. Seguindo com a vida desestruturas, Christaine se afunda nas drogas para buscar alívio e acaba caindo na criminalidade até que conhece seu namorado Detlef e experimenta heroína. A partir desse ponto, sua vida passada a ser um turbilhão de dificuldades que parecem difícil de superar. O livro foi um sucesso estrondoso na época e foi adaptado para o cinema coma participação de David Bowie.

Princesa Sultana
De Jean P. Sasson, escritora norte americana, com base nos relatos de uma nobre árabe que se esconde sob o pseudônimo de Princesa Sultana Al Saud.  


O livro abre os olhos de quem lê relacionado a necessidade de equidade e os direitos das mulheres e crianças em todo o mundo, quando se trata de qualquer tipo de violência e violação dos direitos humanos. Aqui já aviso que se não tiver estabilidade emocional e estômago não irá avançar muito na leitura desse livro.
Os nomes de todos os personagens foram mudados, mas os acontecimentos são reais e revelam as atrocidades cometidas contra mulheres sob o olhar complacente do clero e das autoridades políticas da Arábia Saudita. 
Insiro aqui esse livro, pois existe uma força incrível na nobre "Princesa Sultaba" para ter a coragem de relatar tudo o que viu acontecer durante a sua vida e assim expor tudo o que todas as outras mulheres nobres fecharam os olhos durante anos.
O livro abriu as portas para uma trilogia que foi lançada. 

A Cor Púrpura
De Alice Walker, escritora norte americana. 


Considero esse um dos livros mais densos e comoventes que retratam a vida das mulheres negras nos Estados Unidos na época em que foi lançado. Aqui conhecemos a comovente história de Celie. Sempre reprimida de todos os lados, analfabeta e por consequência ignorante e covarde. Num mundo racista e nascida no Sul Americano do início do Século, A Cor Púrpura é um romance feminista sobre a força e a dignidade do  espírito humano em uma época de poucas oportunidades para todos.
O livro foi vencedor do Prêmio Pulitzer em 1983 e foi adaptado para o cinema sendo um grande sucesso e alavancando consideravelmente  a carreira da atriz Whoopi Goldberg. 

As Crônicas do Mundo Emerso
De Licia Troisi, escritora Italiana


Eu sou apaixonada por essa primeira trilogia do Mundo Emerso e acredito que vão querer ler todas as outras que existem (Guerras do Mundo Emerso e Lendas do Mundo Emerso).
Por se tratar de um mundo de fantasia, no qual nos é apresentado Magos e feras mitológicas, foquei aqui também em analisar alguns traços marcantes em nossa heroína.  Dentre os traços mais marcantes da narrativa está o grande processo de amadurecimento sofrido pelos protagonistas da história, que são a guerreira semi-elfo Nihal, e o mago Senar durante todo o processo de conhecimento e aprendizagem no passar de toda a trilogia. Entre perdas, paixões, brigas e desilusões, vemos nossa protagonista e seu amigo se fortalecendo e aprendendo grandes lições sobre o amadurecimento como pessoa e as responsabilidades que temos quando tomamos as rédeas da nossa vida !
Nihal e Senar se tornam grandes amigos quando os dois estão aprendendo sobre as artes arcanas com Soana, tia de Nihal. Após a cidade torre Salazar (Terra do Vento), lugar onde Nihal vivia, ser arrasada pelos exércitos de Tirano, Nihal e Senar partem para Makrat (Terra do Sol), ela pra se tornar Cavaleiro de Dragão e ele pra se torna um Conselheiro dos Magos. E juntos eles lutam pra derrotar o Tirano que já domina quase todo Mundo Emerso.

Orgulho e Preconceito 
De Jane Austen, escritora britânica. 


Mantendo o fascínio dos leitores contemporâneos e recebendo diversas adaptações para o cinema e TV, Orgulho e Preconceito segue encantando gerações. O livro trata sobre a vida da jovem Elizabeth Bennet, que pensando a frente de sua época e família segue a vida lidando com os problemas relacionados a sociedade da época. Elizabeth nos mostra reflexões de seu relacionamento com assuntos sobre educação, cultura, moral e casamento na sociedade aristocrata do início do século XIX na Inglaterra.

Gabriela – Cravo e Canela 
De Jorge Amado, escritor brasileiro. 


Esse é um dos livros que marcaram a literatura nacional com a realidade vivida por muitas jovens dos interiores do agreste brasileiro da época. Gabriela retrata a vida de uma jovem que é levada do agreste baiano para a sociedade da cacaueira da pacata cidade de Ilheus, onde transita entre coronéis, jagunços, prostitutas  e trambiqueiros. Com a convivencia e ajuda do árabe Nacib, vê despertada a paixão entre eles, a inveja das mulheres e a cobiça dos homens na cidade. O livro que foi um estrondoso sucesso , foi adaptado como novela e mini-serie para a TV e fez sucesso no cinema com a jovem Sônia Braga no papel principal, nos anos 70. 

E o Vento Levou 
De Margaret Mitchell, escritora norte americana. 


Com toda certeza em algum momento, ou madrugada, da sua vida você viu partes ou o filme inteiro. Por todos os cantos da internet você encontra referencias e imagens desse poderoso filme que atravessou gerações se mantendo um ícone.
A história gira em torno da mimada Scarlett O'Hara. Nascida em uma família Sulista e poderosa, ela perde toda a riqueza, luxo e conforto como consequência da Guerra da Secessão, guerra que dividiu o Norte e o Sul dos Estados Unidos.  Scarlett se vê em uma nova realidade, aonde deve buscar forças em suas perdas para poder seguir em frente passando por todas as adversidades que virão a frente.
O livro foi vencedor do prêmio Pulitzer em 1937 e logo após foi transformado em um dos maiores clássicos do cinema mundial.

O Diário de Anne Frank 
De Annelies Marie Frank, escritora alemã. 



Força, inseguranças da juventude, esperança e uma lição de como podemos ver além das dificuldades. Essas são alguns dos sentimentos que vemos durante a leitura dessa obra autobiográfica dessa jovem que infelizmente só ganhou o mundo depois de perdê-lo. O livro narra o dia a dia dessa jovem Alemã de origem judaica que fogem junto com a família para Amsterdã para escapar dos horrores do nazismo. Com um destino implacável que a espera sua história ficou conhecida apenas depois de sua morte, quando seu diário é encontrado e transformado em livro.
Se você se interessa por essa linda história, encontrará diversas adaptações dela para o cinema.

As Brumas de Avalon 
De Marion Zimmer Bradley, escritora inglesa. 


Essa série pra mim, como admiradora dos contos relacionados a Lenda de Arthur, é um divisor de águas sobra a temática. Aqui a história de Rei Arthur é contada pela ótica das mulheres que o cercavam. Em especial aqui, vemos a conturbada relação de 
Arthur com sua meia irmã, Morgana Le Fay. Todos os acontecimentos são narrados por todas as mulheres com uma sensibilidade que não tivemos em todos os outros livros já escritos. A saga é dividida em quatro volumes e já foi transformada em uma incrível mini-serie de sucesso na televisão.

A Hora da Estrela
De Clarice Lispector, escritora brasileira.


Através de Macabéa, podemos, assim como o narrador de A hora de estrela , liberar o grito de horror a essa vida que tanto amamos. Datilógrafa virgem, vestia-se todos os dias de si mesma e representava, obediente, seu papel de ser. Não era idiota, mas carregava em seu peito a felicidade dos idiotas. A história dessa nordestina é uma pergunta. Com toda a sua “indiferença” a si mesma (apenas vivia, inspirando e expirando), Macabéa desperta o leitor para o seu próprio eu. Afinal, a vida se resume a simplesmente existir (com uma pitada de não saber que, de fato, se existe) ou a questionar o mundo, buscando uma verdade explosiva e plena?


Fontes:
Maracutaia Livros
Homo Literatus
Poeme-se

Priscila Carneiro

Formada em Produção Cultural, carioca que prefere Serra ao Mar. Ama arte, fotografia e literatura, compra mais livros do que consegue ler. Gosta de gente que consegue enxergar com os olhos da alma e leva a vida tentando enxergar mais do que podemos ver.

|@prismcarneiro

Tecnologia do Blogger.