Ads Top

Na Lupa I Um novo apocalipse em Attack on Titan

Futuros distópicos sempre nos levam a refletir sobre o nosso comportamento e o valor que damos ao ambiente que nos rodeia. Várias obras com esse tema foram criadas a ponto de pensarmos ter imaginado todos os cenários possíveis, mas sempre surge uma ideia mostrando que tudo pode piorar...e muito. 
 
 
Shingeki no Kyojin, também conhecido como Attack on Titan e Ataque dos Titãs no Brasil é um mangá (quadrinho japonês) que já foi adaptada como série animada, dois filmes live action e jogos. Conta a história de uma sociedade que vive dentro de três muralhas concêntricas de 50 metros de altura, sendo distantes umas das outras por cem quilômetros. A muralha mais externa é a Maria; a intermediária é a Rose e a central é a Muralha Sina, separando a população em três segmentos distintos. Tais edificações tem um propósito - proteger a raça humana dos Titãs, gigantes que devoram e matam por prazer, já que não necessitam de se alimentar para sobreviver, pois se nutrem da luz solar.
 
 
Após mais de um século de paz, a humanidade já tinha até se esquecido de perigo que os rodeava quando Eren Yeager, sua irmã adotiva, Mikasa Ackerman, e seu amigo de infância, Armin Arlert, testemunham o aparecimento de uma Titã de 60 metros, o Titã Colossal, que abre uma brecha na muralha Maria. Logo em seguida, as criaturas invadem a cidade e fazem uma carnificina, incluindo a morte da mãe de Eren, que é devorada diante de seus olhos, despertando um enorme desejo de vingança no mesmo.
 
A narrativa é bastante intrigante e rica em detalhes. Cada destacamento militar tem sua função bem específica. A Divisão de Reconhecimento, que é focada na pesquisa sobre os Titãs e na exploração de territórios atrás de recursos, e também é responsável pela reconquista de territórios humanos das terras infestadas de titãs ao redor das muralhas que demarcam o reino. Antes da destruição da Muralha Maria, a Divisão de Reconhecimento explorava o território externo, embora nunca indo muito longe e sempre sofrendo muitas baixas, gerando críticas civis sobre sua existência. A Divisão de Guarnição, é a divisão militar especializada na manutenção das muralhas e preservação da ordem civil. A Polícia Militar, é a divisão que protege a família real, cobra impostos a população, e os seus soldados vivem uma vida relativamente relaxada, embora este, eventualmente, resulta em fraude, corrupção, e subterfúgio político.
 
 
Afim de acertar com facilidade o único ponto fraco dos Titãs que é a nuca, já que os mesmos tem um alto poder de regeneração, foi criado para os soldados usarem o Aparelho de Movimentação Tridimensional, que lhes permite mover-se rapidamente num espaço tridimensional (atuando como um sistema de luta, o que lhes permite saltar, e balançar de muros, árvores ou edifícios próximos para atacar).Embora eles oferecem alta mobilidade para um usuário experiente, o uso deste equipamento leva a um alto risco de sobrecarregar os músculos e, portanto, é necessária uma preparação física especial e um bom senso de equilíbrio para o utilizador. No entanto, apesar de ser a arma principal de defesa dos soldados contra as criaturas, é inútil em terreno aberto e plano.
 
Tudo é relatado de forma é bastante tensa e o terror é presente em cada investida dos monstros. Assim como em The Walking Dead e Game of Thrones, ninguém é poupado e todos os personagens estão propensos a morrer de uma maneira bastante grotesca e violenta num piscar de olhos, acrescentando um senso de urgência e suspense que nos deixa apreensivos em toda situação de risco.
 
Os vários mistérios sobre a origem dos titãs e os comentários sobre o papel da religião e da política em meio a todo esse caos enriquecem essa fascinante história que nos faz refletir sobre a fugacidade da vida e nossa insignificância em meio ao oceano de enigmas que nos cerca.

Gilson Pessoa

Escritor e poeta formado em jornalismo pela UFJF. Mineiro nerd, nostálgico e sonhador, apaixonado por literatura e cinema.

|@Gilson106

Tecnologia do Blogger.