Ads Top

Na Lupa | O valor da determinação em Os Intocáveis

A ética age como elemento definidor de caráter, indicando a conduta apropriada dentro de uma conjuntura específica, funcionando como bússola moral para proteger os interesses da população. Tendo em vista o apetite da natureza humana por capital e poder, tal conceito infelizmente acaba por tornar-se uma ideia geralmente ignorada, pois todos estão ocupados cuidando de seus próprios interesses.

Ambientada em Chicago durante a década de 30, onde vigorava a lei seca proibindo o consumo e comércio de bebidas alcoólicas, a narrativa acompanha a história de Eliot Ness, um agente especial do Departamento do Tesouro que é transferido para a cidade controlada por Al Capone, mafioso conhecido e temido por todos que ousam desafiá-lo.


Após perceber que toda a polícia foi corrompida dentro do gigantesco esquema projetado pelo chefe do crime organizado local, o policial reúne um grupo de oficiais dispostos a derrubar sua organização, ciente que sua família e companheiros de trabalho estarão expostos às represálias do criminoso violento.

A montagem do cineasta Brian de Palma é de uma perfeição impressionante. Cada enquadramento é impecável, revelando informações a respeito da essência dos personagens e confirmando suas atitudes. Sedução instantânea do espectador desde o primeiro take.

O diretor também faz uma interessante leitura do período em questão, mostrando a imprensa como um órgão preocupado com as manchetes que irão atrair consumidores, cooptando com o sistema sem questioná-lo.

A determinação do protagonista é retratada de forma convincente, sem parecer forçada ou artificial, o que é importante para o desenvolvimento da história. Eliot simboliza a esperança num lugar que se vendeu ao conformismo e medo.

A equipe selecionada para confrontar Al Capone é bastante singular, composta por um veterano ao lado de um novato e um contador que acredita na possibilidade da prisão do gângster por sonegar o imposto de renda, proporcionando diferentes estratégias e perspectivas para lidar com as eventuais situações que surgem.


A velha história do confronto entre o pequeno Davi e o gigante Golias ganha uma visão interessante, realçando a premissa que revela como uma boa estratégia acompanhada de coragem pode derrubar um inimigo aparentemente invencível, apressando o fim de uma guerra e poupando as vidas daqueles envolvidos no conflito.

No tangente ao elenco é imperativo mencionar a belíssima performance de Robert de Niro como o lendário mafioso que controlou uma vasta rede de negócios, revelando seu lado carismático e assustador. A projeção também conta com as excelentes interpretações de Kevin Costner , Sean Connery e Andy Garcia.

A imponente e belíssima trilha sonora de Ennio Morricone reforça a identidade do grupo cuja decisão de buscar quaisquer meios necessários para colocar o criminoso atrás das grades pode trazer consequências dolorosas, embora previstas.

Um clássico do cinema sobre o poder da persistência quando torna-se necessário corrigir um problema, mesmo que isto implique em efeitos colaterais dolorosos. Não olhar para trás e seguir lutando até o fim do combate, mantendo sempre a fé na mudança para o bem de todos. 

Gilson Pessoa

Escritor e poeta formado em jornalismo pela UFJF. Mineiro nerd, nostálgico e sonhador, apaixonado por literatura e cinema.

|@Gilson106

Tecnologia do Blogger.